Porridge, Muesli e Granola –Sabes Distingui-los?

Todos conhecemos os termos PorridgeMuesli e Granola mas saberemos efetivamente quais as suas diferenças e semelhanças? E dentro de cada um deles, todos são opções nutricionalmente interessantes e equilibradas?

Neste artigo venho ajudar-vos a distingui-los e, também, a fazer as escolhas mais acertadas dentro das imensas variantes e marcas que existem à disposição. 

Falamos de sugestões de lanches ou pequenos almoços, práticas e saudáveis (quando bem selecionadas) que são ainda ricas em fibras, o que auxilia num bom funcionamento do trânsito intestinal. 

https://veganvibe.pt

Comecemos com a granola. Saborosa e bastante utilizada nos dias de hoje, sendo considerada pela maioria como “saudável”. Mas será?  A granola, na sua essência, consiste numa mistura de cereais, frutos secos e/ou liofilizados, sementes e também uma gordura como óleo de coco ou algum produto adoçante (como agave ). Estes últimos constituintes conferem um aspeto aglomerado à granola, permitindo que todos os seus ingredientes estejam envolvidos. A sua aparência mais torrada, quando comparada ao muesli, deve-se ao facto da granola sofrer uma torrefação no seu processo final de confeção. Podemos utilizar a granola como topping num iogurte vegetal, em panquecas, em cereais de pequeno-almoço ou até como um simples snack. A granola caseira é sempre uma opção interessante pois podemos fazer uma seleção mais consciente dos seus ingredientes. 

Muesli, semelhante à granola e indistinguível muitas vezes da mesma pela maioria dos consumidores. O que os diferencia é o facto de no Muesli estarem ausentes, regra geral, gorduras e xaropes , pelo que a sua aparência é mais seca e solta. De salientar , ainda, o facto de estes não seres tostados, daí a sua tonalidade mais clara. Tem como ingredientes base: cereais, frutos secos ou desidratados e ainda sementes. Tal como a granola, colocá-lo numa simples taça com bebida vegetal ou por cima de um iogurte vegetal é uma excelente opção. 

https://veganvibe.pt

Porridge ou papas de aveia: tem não só uma consistência bastante díspar dos anteriores, como também uma lista de ingredientes mais reduzida. Falamos numa papa que é confecionada com água/leite/bebida vegetal, à qual é misturada farinha ou flocos de aveia. Pode por vezes ter mais alguns ingredientes que adocem a mistura (açúcar de coco) ou que lhe confiram alguma textura/crocância, como pepitas de cacau cru ou frutos secos. Bastante agradável no inverno e uma opção bastante saciante.

Todas as opções apresentam um alto valor energético, relacionado aos seus constituintes base, pelo que não esperem perceber se o produto em questão é ou não uma opção nutricional interessante com base no valor energético.  Aqui, o ponto crucial para uma correta avaliação, será a lista de ingredientes e não a tabela nutricional. Devemos conhecer todos os ingredientes e procurar produtos de preferência sem açúcares/ gorduras adicionadas e também sem conservantes e corantes. Quanto mais natural melhor!

Podem encontrar cada uma destas opções á venda na loja do site e deliciarem-se com um belo pequeno-almoço/lanche cheio de sabor e interessante a nível nutricional. Todos os produtos disponíveis são vegan e sem açucares refinados.

Artigo escrito por Carolina Santiago – Nutricionista 3833N

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.