Equinácea: o seu papel na prevenção das constipações

O Outono chegou, a chuva não para de cair e sentimos as constipações no ar … é outra vez aquela altura do ano, yeah! Amo esta estação e todos os frutos que ela nos dá, mas dispensava as gripes, as fraquezas no corpo e o sistema imunitário fraco!

Uma das formas de prevenção deste tipo de infeções é o reforço do sistema imunitário, através de um estilo de vida saudável e consumo de algumas plantas com fins medicinais. Falei-vos sobre isto em Janeiro neste artigo, no qual dei dicas para prevenir naturalmente as constipações, bem como a receita da minha infusão anti-inflamatória.

Um dos ingredientes desta milagrosa infusão é a equinácea, que merece um destaque especial no artigo de hoje. Se calhar já ouviu falar sobre esta planta (todos temos um amigo ou familiar que conhece todas as “mezinhas” naturais, certo?) mas o nome pouco familiar não lhe transmitiu confiança. Pois bem, vale a pena conhecer (e usar) esta planta na prevenção das constipações e não só!

https://dicasdaoksi.pt

O que é a equinácea?

A equinácea é uma planta nativa americana, nomeadamente das Montanhas Rochosas, sendo que também cresce em algumas zonas da Europa. Em Portugal, podemos encontrar equinácea nacional, que vem do Cantinho das Aromáticas. O seu nome científico é Echinacea Purpúrea, que remete para a cor das folhas da flor. Esta planta começou a ser utilizada com fins medicinais já pelas tribos indígenas indianas, que a consideravam “anti-infeciosa”, pois ajudava a combater patologias de origem viral e bacteriana.

Em que situações é usada a equinácea?

Hoje em dia, a equinácea é usada em todo o mundo como planta fitoterapêutica (a fitoterapia consiste em utilização das plantas na prevenção e cura de diferentes sintomatologias). Nomeadamente, esta é a “rainha” na prevenção de infeções como constipações e gripes. Estudos laboratoriais sugerem que esta planta é capaz de ativar o potencial do nosso corpo para reduzir a inflamação, aliviando assim os sintomas das constipações. Esta planta tem então um efeito imunomodulador, tornando o nosso sistema imunitário ainda mais capaz para agir sobre todas as “maldades” que andam no ar durante os meses frios (os vírus, as bactérias e os fungos indesejados)!

As propriedades antivirais, antibacterianas e anti-inflamatórias da equinácea tornam-na um importante aliado na prevenção a curto e longo prazo de constipações e gripes. Algumas pessoas vão tomando a equinácea aquando da chegada do frio e outras reforçam a sua ingestão com os primeiros sinais das constipações.

A equinácea também é usada noutro tipo de infeções, como as urinárias e da garganta, no entanto, não existe muita evidência sobre a sua eficácia nestes casos. Existem também estudos iniciais sobre efeitos benéficos noutros casos, como a depressão e ansiedade.

Em que formas se encontra a equinácea?

A equinácea pode ser encontrada em lojas de produtos naturais, ervanárias, farmácias e em alguns hipermercados, na zona da alimentação saudável. Existe equinácea em diferentes formas e tipos de produtos: a infusão de equinácea (normalmente vende-se em pacotes de chá e não solto), suplementos de equinácea em comprimido, xarope, extrato puro e tintura.

Segundo um estudo pioneiro realizado por Pires (2014), o extrato feito a partir da planta liofilizada apresenta maior capacidade antioxidante. Para além disso, a infusão e os suplementos em comprimido também mostraram bons resultados, sendo que a o xarope teve o pior desempenho.

Deve aconselhar-se sempre com o seu profissional de saúde ou o farmacêutico para encontrar a melhor opção para si! É importante ressalvar que apesar de ser uma alternativa 100% natural tem de ser usada com o devido cuidado, pois as plantas medicinais são fontes de compostos bioativos. Estes compostos podem mudar funções no organismo e alterar o desempenho dos medicamentos que cada individuo esteja a tomar conjuntamente (Campos et al., 2012).

https://dicasdaoksi.pt

Como preparar a infusão de equinácea?

De todas as formas que se encontra a equinácea, a infusão parece ser a mais “soft” e adequada para a prevenção no dia-a-dia. Segundo o Cantinho das Aromáticas, para retirarmos todo o aproveito desta planta, a infusão deve ser preparada com água a 90ºC, cerca de 3gr de equinácea por litro de água deixados em infusão durante 5 minutos.

Pessoalmente, gosto também de adicionar à infusão de equinácea algumas rodelas de limão! A erva tem um sabor um pouco intenso e a acidez do limão ajuda a balançar isso 🙂

Referências:

Campos, M. D. G., Costa, M. L., & Falcão, A. (2012). Intervenção farmacêutica na determinação de interações planta-medicamento. Boletim do Centro de Informação do Medicamento (CIM)–Ordem dos Farmacêuticos, 5-8.
Echinacea. National Center for Complementary and Integrative Health site. Acedido em nccih.nih.gov a 16 de Outubro de 2019.
Manayi, A., Vazirian, M., & Saeidnia, S. (2015). Echinacea purpurea: Pharmacology, phytochemistry and analysis methods. Pharmacognosy reviews, 9 (17), 63.
Pires, C. M. S. (2014). Equinácea no tratamento de afeções respiratórias: Uso e aconselhamento na farmácia de oficina e avaliação de potencial antioxidante e composição química de diferentes preparações (Doctoral dissertation).

Artigo escrito por Oksana Zagoruy

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.