A Sopa e a sua importância na Alimentação

Com a chegada do outono e do tempo mais frio, a sopa começa a estar novamente presente de forma mais assídua nas nossas refeições.

Desde cedo que este alimento entra na nossa rotina alimentar diária, sendo um dos primeiros a ser introduzido aquando a diversificação alimentar do bebé.

De acordo com a definição do dicionário da língua portuguesa podemos definir sopa como “um alimento líquido ou cremoso, que consiste basicamente num caldo, podendo conter pedaços de ingredientes e/ou leguminosas, cereais, farináceos etc., ou ser engrossado com farinhas ou batido num liquidificador.

A sopa é um alimento com uma elevada riqueza nutricional, contudo, importa distinguir a existência de sopas nutricionalmente distintas. As que contêm apenas hortícolas e água na sua constituição acabam por ser sopas menos calóricas, mais leves e menos consistentes. As sopas que contêm leguminosas e/ou sementes e/ou produtos espessantes, acabam por ter um valor energético superior, bem como uma textura mais consistente conferindo no momento da refeição uma maior saciedade, podendo mesmo substituir a refeição principal de uma forma completa.

A sua importância na saúde é indiscutível pois tem um elevado teor fibras, vitaminas, minerais e água, contribuindo para a hidratação corporal, para a regulação do trânsito intestinal, controlo da glicémia e colesterol, crescimento e manutenção do equilíbrio do organismo. Tem ainda um importante papel na manutenção de um peso corporal saudável, sendo incluída na maioria dos planos alimentares sejam eles com objetivos de perda de peso ou não.

Para quem não é apreciador de hortícolas, esta é sem dúvida uma excelente alternativa para os incluir na sua alimentação, não só pela sua quantidade, mas também pela variedade de hortícolas que uma sopa pode conter.

Existem várias boas razões para incluir sopa na nossa alimentação: são de fácil confeção e conservação; contribuem para uma maior saciedade (diminuindo a quantidade de ingestão alimentar no segundo prato); são de fácil digestão, o que fomenta uma maior absorção dos nutrientes. Mantêm ainda as características nutricionais dos alimentos, pois a cozedura sendo feita a temperaturas não muito altas impede a degradação dos nutrientes, havendo a sua conservação no caldo e sem desperdício dos mesmos como existe quando ingerimos os legumes cozidos e cuja água da cozedura não é aproveitada.

A sopa é sem dúvida um alimento que deve fazer parte de um plano alimentar saudável , equilibrado e variado, pois além dos seus benefícios para a saúde e vantagens inerentes, é um prato saboroso e que permite uma panóplia de diferentes sabores, texturas e consistências e que sem dúvida aquece a alma nos dias mais frios.

Se a monotonia das sopas que faz em casa são impedimento de a incluir mais vezes na sua alimentação, então espreite o Ebook – Sopas de Outono no site da Vegan Vibe Box, que não se vai arrepender!

Artigo escrito por Carolina Santiago – Nutricionista 3833N

Deixar Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.